Skip to main content

Reunião da Comissão Teológica do CONIC e a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos 2011


Reunião da Comissão Teológica


Entre os dias 04 e 05 de novembro a Igreja Martin Luther (IECLB- Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil), no centro de São Paulo, hospedou a Comissão Teológica do CONIC (Conselho Nacional de Igrejas Cristãs).


Cruz Celta Igreja Martin Luther São Paulo


Nesse local ocorreu o Seminário de Ecumenismo e Diálogo Interreligioso que procurou discutir caminhos e propostas diante das mudanças no ecumenismo no Brasil e no Mundo.


Igreja Martin Luther em São Paulo


Foi muito relevante o CONIC realizar um dos seus seminários em uma igreja local já que isso desperta um compromisso não só da liderança clerical mas dos leigos no ecumenismo brasileiro. 


É importante também para um organismo ecumênico procurar entender in loco a realidade das Paróquias e Igrejas no Brasil. Na verdade, o Ecumenismo com suas estruturas está à serviço das Igrejas e não as Igrejas ao serviço do Ecumenismo. Diante do risco da burocratização das Organizações no nosso País, poderá dificultar a fluidez das ações a favor do Reino de Deus.


CONIC 


Reunião Liturgia


Paralelamente reuniu-se também uma Comissão de Liturgia convocada especialmente pelo CONIC e o CLAI-BRASIL(Conselho Latino Americano de Igrejas) para discutir e preparar as Liturgias para a Semana de Oração pela Unidade  dos Cristãos de 2011. Com o título "Unidos no Ensinamento dos Apóstolos, na Comunhão Fraterna, na Fração do Pão e nas Orações" (Atos 2:42), o material da Semana de Oração foi elaborado pelos líderes cristãos da cidade de Jerusalém, dentre eles destacamos:Michel Sabbah- Patriarca Latino Emérito, Munib Younan- Bispo da Igreja Evangélica Luterana no Jordão e na Terra Santa, Naim Ateek- Reverendo da Igreja Episcopal em Jerusalém e no Oriente Médio, Frans Bouwen- Reverendo da Igreja Católica Romana, Alexander- Representante do Patriarcado Ortodoxo Grego em Jerusalém, Jamal Khader- Representante da Universidade de Belém, Michael Bahnam- Representante do Patriarcado Sírio Ortodoxo de Antioquia, Nora Karmi- Representante da Igreja Ortodoxa Armênia e Yusef Daher- Representante da Igreja Católica Grega Melquita


Os textos propostos por essa distinta Comissão foram organizados pela Comissão de Fé e Ordem do Conselho Mundial de Igrejas (CMI) e pelo Pontíficio Conselho para a Unidade dos Cristãos (Igreja Romana). O CONIC por sua vez repassou esse mesmo material para as suas regionais no Brasil para trazerem as suas contribuições e adaptações. Agora o trabalho da Comissão de Liturgia será de finalizar todas essas propostas.


A Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB) na Comissão de Liturgia estavam presentes a Srª Noeli dos Santos e o Reverendo Arthur Cavalcante.


Srª Noeli dos Santos (Anglicana) e Srª Janete Ludwig (Luterana)


Na avaliação do Reverendo Arthur o material destaca o papel central da experiência dos primeiros cristãos da Igreja Primitiva (Atos dos Apóstolos 2:42-47) e tem como contexto a cidade de Jerusalém de ontem e de hoje. Nesse sentido é lembrado que já havia na Jerusalém do passado e agora no presente, uma grande diversidade. O Reverendo destaca que essa diversidade não é apenas privilégio do cristianismo mas de outras religiões (judeus e mulçumanos).


Dr Pedro Triana (Anglicana), Sr Anivaldo Padilha (Metodista) e Dr. Elias Wolff (Católico)


Chamou atenção dos anglicanos da Comissão de Liturgia a presença significativa de elementos simbólicos muito comuns no Oriente, como as velas e os incensos, fazendo parte das sugestões para as celebrações litúrgicas. O Kyrie Eleison (expressão de origem grega que significa "Senhor, tem piedade") tem também uma presença bastante significativa na liturgia elaborada em Jerusalém. Nesse sentido, as comissões de liturgias das Igrejas deverão ter um certo cuidado, pois essa expressão é associada nas Igrejas do Ocidente com os atos penitenciais. Originalmente e nos dias atuais as Igrejas Orientais utilizam o Kyrie como resposta para suas orações e não necessariamente está associado ao momento de uma confissão, por exemplo.


Uma nova proposta para Semana da Unidade, realizada pelo CONIC, está em se usar orações específicas, durante a Semana da Unidade, para a Juventude, Mulheres e a Família. Em relação a esse último ítem "...será preciso aprofundar um pouco sobre qual o modelo de família propostou ou pensado, já que temos elementos envolvidos tais como divórcio aceito pela grande parte das igrejas e proibido por outras, casais que vivem juntos e não receberam a bênção de uma Igreja ou ainda, as novas familias, dentre elas as uniões estáveis de casais de mesmo sexo. Qual o modelo proposto? Precisa-se pensar, por exemplo, sobre o modelo do patriarcado posto como o único por muitas igrejas trazendo consequências para a vida da mulher!", afirmou o Reverendo Arthur Cavalcante. O material deverá ser construido com muito cuidado para incluir todos esses elementos e evitar problemas teológicos e pastorais com as Igrejas Membro.


Mais notícias sobre o Seminário do CONIC